Desenvolvimento profissional

Mundo VUCA: entenda a importância de um novo posicionamento na gestão de pessoas

agosto 7, 2019
Tempo de leitura 5 min

Você já ouviu falar em mundo VUCA, ou VICA? A sigla significa volatility, uncertainty, complexity and ambiguity — ou volatilidade, incerteza, complexidade e ambiguidade — e tem tudo a ver com a gestão de pessoas. Como? A resposta é simples!

Esse cenário exige novos posicionamentos dos profissionais devido à necessária ressignificação de vários conceitos associados às relações de trabalho no contexto contemporâneo.

Surgido ainda na Guerra Fria, esse conceito foi instituído em razão da crescente velocidade e intensidade das mudanças. Portanto, continua atual. Ele representa as principais realidades impostas e é determinante para ultrapassar os desafios das organizações. Assim, as disrupções se tornam uma realidade normal, mesmo com a dinâmica contínua do mercado.

Para entender melhor esse contexto e como esse novo mundo interfere na gestão de pessoas, criamos este post. Que tal saber mais?

O que é o mundo VUCA?

Esse novo cenário, como indica a sigla, é volátil, incerto, complexo e ambíguo. Isso significa que o mundo se torna efêmero, dinâmico, imprevisível, instável e fluido ou líquido, como apresenta Bauman. Por isso, está sujeito à influência de diferentes variáveis.

Para a gestão de pessoas, isso representa uma ressignificação do papel profissional, especialmente no que se refere a trabalho, carreira, liderança e sucessão. Essa demanda existe por conta das características VUCA:

  • volatility: refere-se à agilidade, às aleatoriedades e à velocidade com que os eventos ocorrem — para as organizações, torna-se difícil acompanhar e predizer o movimento de mercado, o que exige reações rápidas;

  • uncertainty: é difícil prever resultados, mesmo ao utilizar dados como base — isso dificulta implementar soluções ou ações preditivas;

  • complexity: existem tendências tecnológicas, como interdependência e conectividade, que inviabilizam a capacidade de agir e projetar resultados — elas são alavancadas pelo efeito de variáveis incontroláveis e desconhecidas;

  • ambiguity: é a falta de clareza para encontrar as relações de causa e efeito ao analisar uma situação — assim, torna-se difícil encontrar uma solução para os imprevistos, pois há diferentes respostas certas e o desafio é saber qual é a mais plausível.

Essa visão surgiu no meio militar, mas foi internalizada pelo ambiente corporativo devido à necessidade de mudar com as tendências de modo diferente. O conceito foi integrado, especialmente, a partir da crise financeira de 2008 por apresentar a realidade presente nos diferentes âmbitos da vida moderna.

Por que o mundo VUCA influencia a gestão de pessoas?

Os líderes precisam atualizar e desenvolver suas competências de maneira constante para atender às demandas existentes e — o que é mais desafiador — antecipar-se às futuras. Isso requer aprendizado rápido, contínuo e eficiente.

Para alcançar esse patamar, torna-se necessário saber aonde a organização deseja chegar, escutar os times para criar um clima de colaboração e, desse modo, reconhecer os sinais de futuros eventos e contextos.

Assim, líderes e gestores incentivam os talentos a evoluir suas habilidades de “ler o ar”, como tratado em The Culture Map. Ao mesmo tempo, verificam a prontidão dos profissionais para alocar melhor os recursos humanos em posições atuais e o potencial para funções seguintes.

Quais atributos devem ser fortalecidos nesse contexto?

As instabilidades do mundo VUCA dificultam a elaboração do planejamento organizacional. Para a gestão de pessoas e de processos sucessórios, cabe encontrar talentos com recursos pessoais condizentes com o novo modelo de negócios. Veja quais são os principais atributos desse contexto!

Couping

O couping representa a capacidade de lidar e reagir diante de situações desafiadoras e estressantes. O propósito é atuar de maneira eficiente perante os problemas para alcançar os resultados esperados. Apesar de ser encarado como algo “natural”, há várias estratégias que ajudam a desenvolvê-lo ao longo da carreira. Em nossa proposição de carreira e vida profissioal assumimos:

  • couping é a capacidade de enfrentar situações de crescente tensão sem perder a condição de recrutar o melhor de seus recursos, de maneira a alcançar os melhores resultados pessoais, profissionais e organizacionais. Passa pelo autoconhecimento e inteligência emocional.
  • pessoas de alto nível de domínio do couping apresentam alto nível de inteligência emocional. Contudo, pessoas de alto nível de domínio de inteligência emocional não necessariamente apresentam alto couping, como pode ser observado no filme de Noites de Cabiria.

Grit

O grit identifica o nível de determinação e tolerância à frustração do indivíduo ao estabelecer objetivos, orientando-se ao resultado e à entrega, independente das dificuldades. Por meio de seus resultados, é possível saber se a mentalidade (mindset) do profissional está alinhada aos desafios contemporâneos, desconhecidos, de crescente complexidade e tensão. Ou seja, se é é capaz de lidar com um mundo corporativo em constante mudança, evolução e disrupção.

Como trabalhar as características do mundo VUCA na sua gestão de pessoas?

A gestão de pessoas no contexto VUCA está sujeita à evolução 4.0. Esse cenário foi promovido pelas rupturas sociais, econômicas, políticas e tecnológicas nas décadas de 1970 e 1980. Com isso, houve uma ressignificação dos conceitos de carreira, liderança, trabalho e sucessão.

É preciso criar formas de analisar e antecipar necessidades em um mundo que está em constante transformação. Por ser desconhecido, é necessário implementar um método eficiente, como o Instrumento de Assessment de Prontidão e Potencial (IAPP).

O objetivo é aplicar diferentes estratégias para saber o nível de prontidão do colaborador em relação à sua posição atual e momentos futuros. Ao mesmo tempo, analisar o seu potencial para ocupação de posições de maior complexidade em velocidade superior ao histórico da organização.

Assim, o método IAPP ajuda a fortalecer a cultura organizacional na gestão de pessoas. Com isso, há a adequação ao mundo VUCA e maior eficácia no uso de todo o potencial dos profissionais nesse novo cenário.

E você, gostou de saber mais sobre essa transformação? Assine nossa newsletter e confira outras dicas relevantes para aplicar na gestão de pessoas!

Powered by Rock Convert

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário

Scroll Up