Desenvolvimento profissional

4 contribuições que o coaching executivo traz para as organizações e seus profissionais

janeiro 25, 2019
Tempo de leitura 8 min

O mercado de trabalho exige uma preparação especial de profissionais que ocupam posições de gestão ou liderança nas organizações. Tal fato corrobora a importância do coaching executivo. Além de preparar o profissional para exercer a função, o coach também contribui para o desenvolvimento da organização. 

Neste artigo, você entenderá melhor como funciona o coaching executivo, bem como as suas contribuições mais relevantes tanto para o profissional quanto para a organização na qual está inserido! 

O que é o coaching executivo? 

Primeiramente, o coaching é uma prática que visa a orientação e o desenvolvimento profissional. Nele é trabalhado um conjunto de técnicas e ferramentas que ajudam a acelerar e potencializar o alcance de resultados, capacitando os profissionais para que possam atuar com seu máximo potencial.

Dentro dele, existe o coaching executivo, ou executive coaching, metodologia que promove uma intervenção mais eficiente na assessoria de executivos que enfrentam algum obstáculo em sua trajetória.

Para isso, são adotadas técnicas da andragogia, que estão ligadas à interação com adultos, fazendo uso de teorias e conhecimentos de psicologia, ciências organizacionais e sociais e até mesmo esporte para que o indivíduo possa atingir o seu potencial máximo de acordo com as circunstâncias e estratégia do negócio. 

Vale lembrar que a prática de coaching é importante em situações distintas vivenciadas por uma organização e seu quadro de executivos, desde resultados pouco consistentes devido a questões pessoais, passando por questões comportamentais (soft & social skills) e até as falhas nos estilos de liderança e condução do time. 

Portanto, o processo de coaching executivo parte do princípio de que o executivo precisa ser preparado para fazer uma leitura do contexto no qual está inserido, reconhecendo a sua trajetória e as ações necessárias para que os resultados desejados sejam atingidos em um cenário e contexto em transformação.

Isso é seguido do mapeamento dos desafios enfrentados e da definição das ações que assegurem e garantam a consecução dos objetivos propostos. Em seguida, vem o processo de protagonismo no qual o profissional aprofunda o seu autoconhecimento. Por último, é feito o monitoramento das ações estabelecidas conuntamento pelo coach, a organização (superior e RH) e o coachee, haja vista o propósito de desenvolvimento acordado.

Em resumo, um processo de coaching executivo somente é possível quando o coachee toma consciência dos obstáculos que o impedem de fazer pleno uso de suas potencialidades e que esteja disposto a enfrentar as ações necessárias para a mudança que deseja, em razão dos objetivos e desafios estabelecidos.

Quais as maiores contribuições do executive coaching para a trajetória profissional?

Diante dos conceitos apresentados no tópico anterior, é possível ter uma dimensão dos impactos para a trajetória do coachee. A seguir, você entenderá melhor as contribuições do coaching executivo nesse sentido!

Desenvolvimento de lideranças 

Os líderes são fundamentais dentro de uma organização. Tal fato se deve à sua ligação com o repasse da cultura organizacional e direcionamento de ações, avaliação de alternativas e decisões. São eles quem ajudarão no alinhamento entre as atividades realizadas pelos colaboradores e as atribuições para consecução dos objetivos da companhia. 

Para isso, são necessários líderes fortes e preparados para lidar com desafios. O coach auxilia as lideranças a ressaltarem seus potenciais, suprimindo problemas até então desconhecidos e melhorando a maneira de lidar com os interlocutores que respondam ou não a eles.

Possivelmente o maior desafio de um líder é se legitimar perante seus pares e superiores, pois na ausência de articulação com níveis superiores, ele é quem perderá a legitimidade com o próprio time.

Assessoria no desenvolvimento de profissionais para novos desafios 

Outro desafio da liderança é convergir os 3 processos-chave de uma organização: estratégia, operação e time. Cada qual tem a sua importância, devendo ser trabalhados continua e integralmente — afinal, não adianta ter um ótimo time e uma estratégia de qualidade se a capacidade operacional não é eficiente. 

Portanto, um dos desafios do líder é justamente assumir a frente dos projetos e “fazer acontecer”, unindo todos os aspectos citados, muitas das vezes de maneira inovadora e completamente nova. Como se trata de uma rede complexa, o coach assessora o líder para que ele possa crescer a fim de lidar com essas ocorrências com competência

Neste sentido, cabe observar que há uma mudança no escopo de trabalho a partir das posições gerenciais. Os executivos devem compreender que a “entrega” não é mais uma atribuição sua, mas do time, cabendo a eles oferecer recursos e condições para que o time entregue o o que foi pedido.

Trabalho de melhoria na compreensão do papel e das expectativas da posição do executivo

O coaching executivo também é focado na compreensão do papel que o líder tem na organização e no alinhamento dele com as expectativas depositadas na posição. Ou seja, o coach ajudará o coachee a entender o que o negócio espera dele e o que poderá ser feito.

Assim, o processo será focado em transformar as limitações até então existentes em novas possibilidades, auxiliando o profissional na tomada de decisões, mas também no desenvolvimento de suas relações interpessoais, bem como no gerenciamento de conflitos que surgem nesse entremeio.

A função executiva se caracteriza por uma transição entre atividades operacionais e tangíveis para atuação em um ambiente de constante tensão, com atribuições e objetivos intangíveis.

Quais as contribuições trazidas para as organizações?

Antes de falarmos sobre as contribuições trazidas para as organizações, é preciso entender algumas premissas que são base do executive coaching

  • o coachee precisa estar disposto a tomar consciência dos obstáculos que têm impedido de ampliar o seu potencial; 
  • o executivo também precisa estar preparado para assumir responsabilidades sobre as ações necessárias determinadas pelo propósito estabelecido; 
  • é preciso que exista  envolvimento e coparticipação da organização (superior e business partner) tanto no plano de desenvolvimento quanto na definição e execução dos assignments

Dito isso, fica mais fácil entender o impacto do coaching executivo no ambiente corporativo. Acompanhe a seguir os benefícios.

1. Comunicação mais efetiva para os times 

Um dos principais ganhos obtidos pela organização é a melhora na eficácia da comunicação interna. Isso acontece pois são trabalhadas junto dos líderes especialmente as crenças consideradas pilares e bases do jeito de ser da instituição, que são repassadas e representadas por eles a todo o time. 

Consequentemente, os colaboradores passam a se sentir mais próximos dos líderes, pois eles se tornam verdadeiras referências para aqueles. Tal comportamento favorece a conversa no grupo, permitindo, assim, a identificação de pontos de melhorias, atenuação de conflitos, entre outros. Esse processo de comunicação e alinhamento é também conhecido como alinhamento dos contratos psicológicos de trabalho

2. Melhoria da produtividade

A partir do momento em que o líder coloca em prática as ações propostas durante o coaching, passa a ter uma visão macro sobre seu time. Consequentemente, é capaz de identificar talentos, da mesma forma que consegue trazer soluções mais práticas para os problemas organizacionais. 

Com os colaboradores alocados corretamente e a implementação de estratégias que ajudem a atenuar os embates existentes, as tarefas podem ser desenvolvidas com maior propriedade e engajamento dos colaboradores, gerando um aumento produtivo.

3. Compreensão da importância da transgressão em processos e modelos de gestão

Não há como inovar sem transgredir o status quo, “o jeito que sempre foi feita determinada coisa”. Mas, sem comprometer a aderência às políticas organizacionais. Portanto, o trabalho do executive coaching é justamente auxiliar a organização a entender a importância de romper com processos e modelos de gestão antigos, a fim de obter uma vantagem competitiva. 

Isso será conduzido pelo coachee, que estará apto a identificar oportunidades, vencer desafios do contexto e cenário atual e motivar o time a seguir por determinado caminho. Este é um dos 3 principais desafios e demandas do executive coaching: o executivo compreender seu papel de transgressão no “sempre foi feito assim”, simultaneamente envolver e engajar o time no projeto de transformação.

4. Ampliação do comprometimento interno 

Reter talentos é uma tarefa que exige um esforço extra da organização. Mais do que um bom salário ou benefícios atrativos, o profissional precisa se sentir parte de um projeto que o desafie, desenvolva. O coaching executivo prepara líderes justamente para que estes possam ter uma atuação mais focada, incentivando a criação de um ambiente criativo e inovador, promovendo a aprendizagem e melhorando a qualidade de vida dos colaboradores, de maneira que o melhor de cada um seja descoberto ou aprimorado. 

Assim, há uma ampliação do comprometimento do time com os resultados, pois sabem que isso beneficia não só a organização, mas também a eles mesmos, desafiando-se e buscando realizações pessoais. 

Para garantir todos esses benefícios, a organização precisa contar com uma metodologia atualizada de coaching executivo. Só assim o coachee e a organização poderão obter os melhores resultados em um ambiente corporativo em constante mudança. 

Gostou do artigo? Quer entender melhor sobre o assunto? Acesse nossa página e conheça nossos serviços!

Powered by Rock Convert

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário

Scroll Up