Desenvolvimento profissional

Confira 5 maneiras de otimizar uma gestão de talentos!

outubro 21, 2019
Tempo de leitura 6 min

O profissional talentoso é uma verdadeira joia no mercado corporativo. As organizações estão sempre competindo para conseguir os melhores profissionais para seu quadro de colaboradores e, quando encontram o profissional de alto potencial seu maior anseio é mantê-lo na companhia, desenvolvendo-o para que ele entregue os melhores resultados. Mas, para que isso aconteça, é necessária uma boa gestão de talentos. 

Neste artigo, você entenderá um pouco mais sobre o processo de gerenciamento dos talentos, bem como verá dicas para fazer da gestão um sucesso: entre elas, a utilização da metodologia IAPP. Continue a leitura!

O que é gestão de talentos e por que ela é tão importante para o RH?

A definição de profissional de alto potencial é feita de diferentes maneiras pelas organizações. O significado varia conforme a perspectiva estratégica e leva em consideração desde habilidades técnicas até interpessoais do indivíduo.

Mas uma coisa existe em comum: o talento é um título dado ao profissional que se destaca, aquele que apresenta uma performance acima da média, antecipando-se ao contexto em transformação e correspondendo às circunstâncias.

Logo, a gestão de talentos pode ser definida como um processo constituído de ações estratégicas que objetivam possibilitar o trabalho dos times que compõem uma organização de maneira que eles ampliem os limites de seu máximo potencial conhecido. 

E por que isso é tão importante para o RH? Simples. Uma área que se preocupa em treinar e desenvolver as pessoas para que elas ofereçam à organização o seu melhor consegue alavancar habilidades, competências, agilidades, inteligências ou qualquer outra definição dos atributos de domínio desses profissionais.

Nessa troca, tanto a organização quanto o colaborador saem ganhando: a primeira em resultados; o segundo em desenvolvimento, bem como em melhor aproveitamento do seu potencial e consequente reconhecimento deste. Para isso, é necessário um trabalho em conjunto, colaborativo.

Mas, afinal, o que pode ser feito para otimizar a gestão de talentos?

Apesar de algo essencial, a gestão de talentos exige a aplicação de algumas metodologias que serão responsáveis por otimizar todo o trabalho. Confira, a seguir, algumas técnicas que ajudarão no processo gerencial desses profissionais!

1. Estruture planos de carreira vantajosos

Cada profissional tem um objetivo. Portanto, é muito importante que a organização, por meio de seus executivos, se preocupe em estudar o perfil de cada colaborador a fim de estruturar planos de carreiras mutuamente vantajosos.

Essa ação estimula não só a criatividade, mas faz também com que colaboradores se sintam mais motivados em suas atividades diárias e conheçam mais a fundo os resultados que a organização deseja.

A estruturação parte do princípio que une os objetivos de crescimento pessoais, profissionais e organizacionais, mostrando aos colaboradores como a carreira pode impactar esses aspectos e o que eles podem fazer em relação a isso. 

2. Estimule corretamente os funcionários

Mais do que bons salários e benefícios, é preciso entender o que faz com que o colaborador se sinta mais realizado na companhia. A valorização do indivíduo ganhou um peso muito grande nos últimos anos, porque as pessoas não querem apenas maiores ganhos; elas desejam, por meio de novos desafios, manter aquele sentimento constante de pertencimento e trabalho por propósito. 

Por isso, a dica aqui é entender o que faz com que o profissional se sinta desafiado, valorizado pelo que faz. A demonstração de confiança por parte dos gestores, o estabelecimento de propósito verdadeiro, o reconhecimento por boa performance ou outros meios são pontos a serem trabalhados. Lembre-se de que o importante é oferecer algo que faça com que ele se sinta motivado.

3. Tenha um código de cultura forte 

Uma das melhores maneiras de fazer a gestão de talentos é por meio do fortalecimento do código de cultura entre os colaboradores. Esses ideais significam ter algo a acrescentar à vida dos profissionais, dando a eles o ânimo necessário para enfrentar os desafios. 

Um conjunto de valores ajuda a criar sentimentos de pertencimento, valorização e confiança, fundamentais para a retenção de um talento. Com isso, o profissional passa a incorporar a cultura organizacional, o que consequentemente ajuda no alinhamento entre as motivações pessoais e os objetivos da organização. 

4. Mantenha uma liderança forte 

Já ouviu esta frase: “as palavras comovem, mas os exemplos arrastam”? Ela serve bem para ilustrar essa dica para a gestão de talentos. De nada adianta ter um líder bom com as palavras, mas que pouco faz pelo seu time. Se a organização precisa gerir melhor seus talentos, comece pela liderança.

Afinal, essa figura está diretamente relacionada a políticas de inovação, condução de um grupo e oferecimento de feedbacks. Uma liderança inspiradora é capaz de motivar o grupo, fazendo com que ele tenha melhor direcionamento de ações, investindo em seus talentos e habilidades. Consequentemente, isso traz melhores resultados ao negócio, por meio da legitimidade com pares e superiores e uma articulação de alto impacto.

5. Utilize a metodologia IAPP 

O acrônimo IAPP refere-se a Instrumentos de Assessment de Prontidão e Potencial e é uma metodologia imprescindível no processo de gestão de talentos dentro de uma organização.

O método reúne instrumentos e técnicas a fim de fazer análises, avaliações e indicações a respeito do grau de prontidão de um profissional na posição atual em que ele se encontra e para os próximos dois anos na organização, mas também no seu potencial de ocupar posições mais complexas com agilidade, tendo em vista seu histórico, entregas e o andamento do mercado nos próximos cinco anos. São analisados vários aspectos do talento, como: 

  • pensamento lógico, analítico e crítico do profissional; 
  • competências sociais ou social & soft skills
  • couping e grit; 
  • grau de abstração e visão estratégica.

Para isso, são usadas três bases para avaliar o profissional, que se resumem a:

  • avaliação cognitiva;
  • assessment;
  • dinâmicas de grupo.

Mas por qual motivo a metodologia tem apresentado resultados tão significativos? A ideia é lidar com o presente e o futuro nas organizações modernas, que tendem a ser voláteis, incertas, complexas e ambíguas, fazendo assim com que a tomada de decisão a respeito do melhor talento para ocupar determinada posição seja feita de maneira eficiente.

Entre os benefícios da aplicação do IAPP, podemos destacar abordagem mais inovadora e competitiva, implementação de soluções disruptivas e de alto impacto e diminuição de até 80% no tempo de execução de um processo de seleção para posições estratégicas. Sem contar que a metodologia garante três vezes mais de credibilidade da decisão. 

O método foi todo desenvolvido pela Formare Associados, que oferece, ainda, durante todo o processo de gestão de talentos, relatórios, gráficos e rankings. Essas ferramentas podem ser utilizadas tanto de maneira individual quanto em grupo para a execução do projeto e retornos para serem dados aos colaboradores. 

Se você se interesse em aplicar a metodologia em sua organização, entre em contato conosco e saiba mais sobre o IAPP!

Powered by Rock Convert

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário

Scroll Up